Programacao cultural do evento

Programação Cultural: Espetáculo "PLANETARIO - Culturas musicais do mundo", com Naiara Armendáriz
 
Domingo, dia 19, às 19:00h na UNIRIO - Auditório Vera Janacopulos
 
Naiara Armendáriz – Etnomusicóloga, cantante, bailarina.
 
Nasci na cidade de La Plata, Argentina. Cresci dançando musicas de
origem africano, de criança só como um jogo e depois trazendo esses jogos
para os palcos. Estudei musica na escola de Belas Artes e também me formei
em aulas particulares com mestres elegidos pela sua sensibilidade, respeito,
amor e talento com o que eles fazem. As disciplinas elegidas fórum canto,
percussão, piano, dança afro, dança contemporânea e acrobacia. Pouco a
pouco no caminho artístico comecei a me interessar pelas diversas culturas
das musicas ancestrais do mundo aparentemente distantes daquela própria.
Fiz a formação como professora em etnomusicología e assim eu comecei a
andar pelo caminho que ainda ando, pesquisando as musicas e as danças que
tem origem em diversos cenários socioculturais, abrangendo a musica em seu
contexto.
 
O espetáculo
A partir de uma pesquisa etnomusicológica das culturas musicais dos
povos originários da América Latina e do Centro oeste de África, Naiara
Armendáriz com o projeto musical Planetario faz um convite a viajar pelos sons
da humanidade e suas diversas culturas desde uma estética própria, intima e
sensível. O projeto consiste num repertorio de cantos étnicos e folclóricos que
acontecem a través da voz, corpo, percussão e loops.
 
Video: https://www.youtube.com/watch?v=d68o7SgAHZM
Site web: https://www.facebook.com/somosplanetario
 
 Programação Cultural -  EXIBIÇÃO DE FILMES - 17:00h - segunda-feira e terça-feira

  SEGUNDA

   Início: 15H

   Presença dos autores/diretores: Clementino Junior, Emanuel de Jesus e Juliette Yu-Ming

 

    Jurema – 16´

   Documentário

   Direção: Clementino Junior

   Sinopse: Registro íntimo do ritual da Jurema de Caboclo, como é feita na Umbanda da Irmandade Cercado de Boiadeiro, em Sepetiba, Rio de Janeiro.

 

   Águas no Muquém – 25´

   Ficção

   Direção: Coletiva
   Sinopse: Sobreviventes de uma enchente União dos Palmares - AL.

 

   A liberdade é uma estátua em Vila Kennedy – 13´

   Documentário

   Direção: Emanuel de Jesus

   Sinopse: O autor do filme faz um mergulho profundo no seu universo mais íntimo numa busca constante pela sua autonomia intelectual.

 

   Karioka- 20´

   Documentário

   TakumãKuikuro

   Sinopse: TakumãKuikuro sai de sua aldeia localizada no Alto-Xingu, Mato Grosso, com sua mulher e o filhospara morar um período no Rio de janeiro. O filme    mostra Bernardo MayupiKuikuro de 2 anos de idade descobrindo a praia e outros lugares da cidade grande. Um retrato dos contrastes brasileiros entre o    imaginário da tribo e a realidade de uma metrópole.

 

   Rito de Passagem – 11´

   videodance / experimental

   Direção: Juliette Yu-Ming

   Numa casa misteriosamente abandonada, um corpo à deriva dança suas memórias. Um filme sobre o devir, a transição e a busca da identidade, “Rito de             Passagem” é uma videodança de Butoh em diálogo com imagens de arquivo e uma trilha sonora fusionando sonoridades tradicionais e contemporâneas .             de 3 continentes.

           O filme pergunta: como o corpo expressa o “devir” e a natureza às vezes violenta da mudança? Como somos construídos pelos ritos de passagem que          atravessamos?

 

     Amor mascarado – tempo?

    Animação

   Direção: Andréia Ramos

   Andreia juntamente com os sujeitos da pesquisa dela, realizada na comunidade de Roda D'Água, em Cariacica. Ela pesquisou no mestrado aqui na Ufes a .         produção das máscaras do Congo. 

 

    Os verdadeiros líderes espirituais – 67´

   Documentário

    Direção: Alberto Alvares

    Cinemaguarani. Apresentação especial do cinema guarani sobre os verdadeiros líderes espirituais.

 

    TERÇA

   Início: 15H

 

   Exibição dos curtas metragens do 6º Circuito Tela Verde (MMA)

   Tempo de exibição: 50´

Roda de conversa sobre a aproximação entre Cinema e Educação Ambiental crítica

 

 
 

Programação cultural – Cine-Debate sobre os impactos das mudanças do Código Florestal na disputa pela água: exibição do documentário “A Lei da Água”

 Debatecom a prof. Alice Yamasaki (Movimento dos atingidos por barragens)

Segunda-feira, dia 20, às 19:00h na UNIRIO - Auditório Paulo Freire

 

  A Lei da água é um documentário brasileiro que explica a relação entre o noco ódigo Florestal e a crise hídrica brasileira.

  O filme mostra a importância das florestas para a conservação dos recursos hídricos no Brasil, e problematiza o impacto do novo Código Florestal, aprovado.      pelo no Congresso em 2012, nesse ecossistema e na vida dos brasileiros.

  A qualidade e a quantidade de água que temos disponível está diretamente relacionada à legislação ambiental, um conjunto de normas que define, entre .        outros pontos, quais áreas de uma propriedade rural devem ser mantidas com a vegetação nativa, cultivadas ou restauradas.

  As opiniões diversas e os exemplos práticos reforçam o tema central do documentário: a relação delicada entre a preservação das florestas, a produção de.         alimentos e a saúde dos nossos recursos hídricos.

   As florestas são importantes não somente para a preservação da água e do solo, mas também para a produção de alimentos que necessitam a ação de.           polinizadores, tais como o café, o milho e a soja – produtos fundamentais para o agronegócio brasileiro.

   O filme dá voz a agricultores e especialistas, apresenta técnicas agrícolas sustentáveis bem sucedidas e casos onde a degradação ambiental exacerbada.          impede a continuidade de qualquer tipo de cultivo ou criação de animais.

   Conta ainda com a colaboração de cientistas e parlamentares que apoiam a Ação Direta de Inconstitucionalidade do novo Código Florestal no Supremo      Tribunal Federal, e assume um compromisso com a sociedade brasileira ao mostrar como a lei ambiental afeta a vida de cada cidadão.

   Entre os entrevistados, Raul Silva Telles do Valle, advogado e ambientalista do Instituto Socioambiental; Antônio Nobre, pesquisador do Instituto Nacional de    Pesquisa Espacial (Inpe) e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); Blairo Maggi, senador e empresário; Ivan Valente, deputado; Mário    Mantovani, diretor de mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica; Omar Bitar, geólogo; José Sarney Filho, advogado e político; Alceo Magnanini,            engenheiro agrônomo e consultor ambiental.

   FICHA TÉCNICA
   A LEI DA ÁGUA
   documentário, Brasil, 2014, 78′
   Produção: Cinedelia, em coprodução com O2 Filmes
   Distribuição: O2 Play
   Direção: André D’Elia

   Fonte: https://aleidaaguafilme.wordpress.com/

 

Programação cultural –Movimento Artístico da Praia Vermelha - Samba, Choro e MPB.
 segunda-feira(20/07)
Local: Praia Vermelha 
Horário: 21:30    a     00:30.           GRÁTIS
 

 

Programação cultural – SAMBA NA GAMBOA

Terça-feira dia 21 de Julho a partir das 20:30h  Local: Trapiche Gamboa (entrada por adesão)

 

Roda de Samba com o cantor Anderson Vaz.
Couvert artístico entrada R$15,00.

 Trapiche Gamboa: Rua Sacadura Cabral, 155 - Praça Mauá, Rio de Janeiro - RJ, 20081-261 –

Tel21  2516 0868

Um refúgio para mais autentica forma de música brasileira, o samba de roda.

O Trapiche Gamboa está no Centro do Rio de Janeiro, mas também no berço histórico – que acolheu os veneráveis Pixinguinha e João da Baiana – da Saúde e da Gamboa, onde o carnaval carioca segundo João do Rio tornou-se a grande festa popular da cidade.

Situado entre a Pedra do Sal, a ladeira do Valongo e o Largo da Prainha, recantos de insuspeitada riqueza arquitetônica, o Trapiche Gamboa tem a originalidade como principal característica. Não é uma “casa de show” ou uma “boate”. É apenas um despretensioso bar, onde gente de bom gosto encontra a cerveja mais gelada, a “caipirinha” mais perfeita e o “tira gosto” mais esperto, ao som do mais puro e verdadeiro samba carioca.

Fonte: http://www.trapichegamboa.com/index.html